sábado, 5 de setembro de 2009

buraquinho


meu objeto de estudos
é a anarquitetura
da distorção espaço-tempo

abro caixas
e jogo-as pela janela
chovendo ontens
no jardim não podado

mas isso foi ontem

hoje já jogo as caixas
pela janela afim de,
por acidente
ou por afinco,
esperar ansioso
que o mundo
caia dentro delas

mas isso é hoje

amanhã jogo o mundo
pela janela e se a caixa
cair no ontem,
não podo o jardim
por mera cautela.
quero frutas nas bordas da caixa,
me projetar vegetal

mas isso será amanhã

a caixa foi é será
um rasgo espacial
e o mundo que cair ali
é um jardim
que podou
tanto as formas
quanto o tempo

mas isso,
janela

3 comentários:

Gabriela Maria disse...

como diria o avelino, vc é um defenestrador. rs

Muryel De Zoppa disse...

bonito essa porra.

Mariana Bizinotto disse...

adorei essa!
bem construída!