segunda-feira, 28 de julho de 2008

patos mancos

como fazer estrago?
basta correr contra os patos mancos
eles sempre estão por aí a nos importunar
com aquela malemolencia pacata
que nos coloca em transe hipnótico.
percebemos com eles que o estado de vigília é uma filosofia do desespero
andamos em volta da lagoa
mancos, em círculos,
um após o outro,
desesperado para chegar,
apenas chegar,
num tal lugar

nos banhamos vez em quando,
só que somos mancos
e logo nos cansamos desse simples difícil ócio
e voltamos a mancar
mancos do olho
cegos do pé
para no fim da roda
acabar defumado em cima de uma mesa cheirosa
no estômago de uma pessoa perfumada
na privada de um banheiro azulejado
no ralo de uma cidade caótica
no esgoto de uma favela
onde a criança nada alegremente manca.

Um comentário:

Carneirinho disse...

mas estes patos na sala de jantar...